segunda-feira, 19 de dezembro de 2011


Conquistamos muito neste ultimo semestre, e isso é resultado da atuação de todos nós, realizamos o 1°Congressso dos Acadêmicos da ESADE, construímos conjuntamente um estatuto que de fato representa o que queremos que seja o nosso DCE, debatemos nossas dificuldades e cobramos um posicionamento da direção da faculdade frente a nossas reivindicações, tivemos algumas mudanças significativas, hoje temos um diálogo franco e aberto com a coordenação dos cursos, com a direção da ESADE e podemos colocar as nossas pautas com clareza e principalmente com a certeza de que os retornos virão.
No inicio do semestre o DCE realizou o 1º Congresso dos Acadêmicos da ESADE, ele aconteceu no dia 20 de Agosto de 2011, tivemos o apoio da ESADE e de parceiros como a Microcamp e o CORECON - RS (Conselho Regional de Economia), e também tivemos a Secretária Geral da UNE, Michelle Bressan, prestigiando nosso evento e debatendo conosco. Este foi um dia de vitórias para o DCE e para os estudantes da ESADE, demonstrou que ainda tem muito para acontecer, temos muito trabalho pela frente, mas saímos dessa atividade sabendo que teremos apoio de nossos colegas e da Instituição sempre que propusermos ações desta natureza.
Não paramos por ai, e não podia ser diferente, confeccionamos durante todo o semestre o Cartão TRI escolar, providenciamos a vendagem de bolsas e mochilas que tanto eram requisitadas, mantivemos reuniões periódicas com a Direção da ESADE para tratar dos mais variados assuntos de interesse dos estudantes, e quando tivemos a noticia que mais afetaria a vida dos acadêmicos, tomamos a frente da discussão e debatemos o aumento da mensalidade, com isso tivemos um resultado positivo, o que podia chegar em até 16%, não chegou nem perto disso, 8,5% foi o percentual do curso que obteve o maior reajuste, sendo um aumento menor que o dissidio salarial dos professores.
Temos uma missão muito importante agora, que é garantir que todos passamos continuar estudando, temos um índice bem elevado de desistências e trancamento de matriculas, se essa é sua realidade procure a ESADE, discuta sua situação, a ESADE se colocou a nossa disposição para que finanças não seja um motivo para que tenhamos que abandonar os estudos.
Temos tido muitas conquistas, mas precisamos avançar ainda mais e para isso contamos com o seu apoio, em 2012 vamos trabalhar juntos, por que nós sabemos, AtuAçÃo Faz a Diferença! Continue com a gente!




Feliz Natal e um Ano Novo de sucesso
a todas e todos os colegas!

Carolina Alencar
Presidenta do DCE ESADE

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Manifesto dos Estudantes "1º Congresso dos Acadêmicos da ESADE"

Nesta terça-feira (11 de Outubro) em reunião com a Diretora Acadêmica da ESADE, Sara Pedrini, lhe entregamos tal documento formatado em nosso primeiro Congresso, a Diretora se comprometeu em nos dar uma resposta quanto as matérias aqui expostas até o próximo dia 25. Leia o documento entregue:

Prezada Direção,
No dia 20 de Agosto de 2011 foi realizado o “1º Congresso dos acadêmicos da ESADE”, promovido pelo DCE-ESADE, foi um excelente espaço de debate e discussão sobre quais os rumos que queremos traçar enquanto estudantes e o que é papel do nosso DCE frente às lutas que travamos em nossa vida acadêmica.
Nesse dia realizamos um debate sobre os desafios que estão lançados para nós no mundo do trabalho, com a vinda da copa do mundo para nossa cidade, debatemos e votamos o novo estatuto do DCE, que foi aprovado com 88% dos votos, discutimos as dificuldades encontradas durante nossos cursos e dali retirou-se a proposta de construirmos tal documento, que buscará expressar as discussões realizadas e os anseios dos acadêmicos da ESADE, suas expectativas quanto ao curso e a faculdade escolhida para cursá-lo. Encerramos o dia com um cine clube que trouxe o filme “A Revolução não será televisionada”, que nos fez pensar sobre as noticias que recebemos, a mídia que nos aborda diariamente e no que acreditamos frente a vasta quantidade informações recebidas.
Nesse momento o que queremos é trazer ao conhecimento da direção da ESADE quais foram nossas indagações e buscar as respostas para cada uma delas, acreditamos que trabalhando conjuntamente poderemos solucionar os problemas e ter mais satisfação durante nossa permanência na instituição.
Apontamos então, as dificuldades encontradas em especial na relação estudante/ESADE, quando precisamos de informações e atendimento no CAE (Central de Atendimento ao Estudante), entre estas está a agilidade no atendimento e as respostas que muitas vezes não chegam. Infelizmente não existe preparação alguma dos funcionários que estão ali, e a obtenção de uma resposta correta é quase impossível, aqui podemos citar exemplos como: não saber informar sobre as carteiras da ESADE, encaminhando os estudantes ao DCE e causando transtorno, pois essa prerrogativa é da ESADE e não do DCE, o não ter informações quanto à matriculas e não alocar o estudante na cadeira que ele precisa/deseja cursar naquele semestre, não dar resposta aos acadêmicos quando estes vão pedir informações financeiras, sempre solicitando que o estudante envie um e-mail que em raras vezes é respondido. Dentre outras questões.
Outra questão muito pautada foi o cancelamento de cadeiras por falta de matriculados, temos claro que o afunilamento de acadêmicos durante o curso acontece devido a vários fatores, mas cancelar cadeiras não é e não pode ser uma opção para a instituição, pois o estudante tem o direito de cursar as cadeiras na qual se matriculou e a instituição de ensino o dever de oferecê-las com o numero de alunos que tiver, e com isso chegamos a realocação de estudantes que neste semestre demorou quase 3 semanas, fazendo com que o estudante perdesse aula da outra cadeira para a qual foi alocado e não podendo sequer recuperar os dias e trabalhos perdidos no período, como se a culpa de não ter cursado aquele período fosse dele, sabemos da existência de colegas que se matriculam posteriormente e devem arcar com esse custo, mas não é desses que aqui tratamos, não queremos ficar prejudicados não podendo cursar as cadeiras que faltam por falta de matriculados, nem tão pouco perder aulas por realocação. O caso de alunos formandos é mais prejudicial ainda, pois por vezes ele precisa de tal disciplina ou ainda quer utilizar alguma disciplina eletiva de acordo com sua formação e não consegue por esta ter sido cancelado ou ainda não ter previsão de abertura.
Ainda foi manifesta pelos presentes a dificuldade de encontrar a sala certa no início dos semestres. Na matrícula vem apontada uma sala e na hora acabam trocando, quase sempre nas primeiras semanas. Alguns alunos apontam que por conta disso já assistiram a disciplina errada e isso geralmente acontece por não saberem sequer o nome dos professor que deverá ministrar a cadeira. Sabemos que coisas assim acontecem , entretanto, queremos contribuir para a melhora da Instituição, ouvindo os relatos e levando ao conhecimento de quem possa auxiliar no processo de amadurecimento da mesma.
Com relação as notas que devem ser disponibilizadas no portal pelo professor, tivemos diversos apontamentos, ou ainda, sobre a falta de preparação do professor em colocar os materiais no portal, dificultando para o aluno em saber se ele precisará fazer recuperação.
Outro ponto que aqui destacamos é que muitos acadêmicos utilizam seus notebooks em sala de aula para acompanhamento da disciplina, no entanto a falta de tomadas é prejudicial e isso acontece em todas as Unidades. A questão de alguns alunos com relação às disciplinas ofertadas em somente uma das Unidades (Cidade Baixa) também foi levantada. Por viabilidade ou fácil acesso, alguns colegas preferem a Unidade General Vitorino e acha difícil ir para a Cidade Baixa, principalmente o público feminino que teme assaltos pela noite.
Problemas no portal ao fazer a rematrícula, tais como disciplinas não liberadas ou ainda a não reimpressão do contrato ao aluno também tem acontecido com freqüência. Há casos em que somem notas de disciplinas já cursadas. Mas, a reclamação de ter disciplinas já cursadas, com aprovação e a não liberação no sistema das seguintes faz com que haja um grande tencionamento nos períodos próximos à rematricula, onde seriam de fácil solução a realização por meio eletrônico, neste ponto atentamos para a possibilidade de o portal informar na hora da matricula o possível professor que irá ministrar cada disciplina, com a ressalva de que modificações poderão ser feitas sem prévio aviso.
Por fim, gostaríamos de reafirmar nosso comprometimento enquanto acadêmicos dessa Instituição e membros do Diretório Central de Estudantes – DCE, com a ESADE e dizer que toda e qualquer atividade, mobilização, campanha ou material desenvolvido por nós, visa única e exclusivamente os interesses dos acadêmicos e qualidade e aperfeiçoamento do local onde escolhemos estar nesta etapa de formação.

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Nova data para entrega das Carteiras da ESADE

Entrega de carteirinhas será realizada a partir do dia 08/09

As carteirinhas estudantis serão entregues de 08/09 até 16/09.

Veja informações de entrega nas duas unidades:

Unidade: Luis Afonso
Dias: 08/09 e 09/09
Horário: 8h às 11h45 e das 18h às 21h30
Local: Auditório


Unidade: General Vitorino
Dias: 12,13,14,15 e 16/09
Horário: 8h às 11h45 e das 18h às 21h30
Local: Cantina ESADE - Térreo


A ESADE está iniciando esse novo procedimento para facilitar e contribuir com os alunos nos acessos internos da Instituição.

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Horários DCE 2011/02

Segunda-feira: 18h30 às 19h (Nina)
19h às 20h30 (Jaqueline Trimpler)
Terça- feira: Intervalo manhã(Nina)
11h30 às 12h (Nina)
Intervalo noite (Potira Webber)
Quinta-feira: 18h30 às 19h (Nina)
Intervalo noite(Nina)
Sexta- feira: Intervalo noite(Cássio)



Esses horários estão sujeitos à alterações.

Atenciosamente
DCE-ESADE

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

BOLSAS E MOCHILAS

Garanta já a sua.

PEDIDO ÚNICO. Você tem até 10 de Setembro para pedir a sua!

É muito Fácil:
Vá até o DCE ESADE nos dias de funcionamento com metade do valor do produto escolhido e encomende sua bolsa ou mochila.
Faremos o pedido na fabrica e logo lhe entregaremos a sua.

*Os pedidos somente serão feitos mediante ao pagamento de metade do valor do produto.



quarta-feira, 24 de agosto de 2011

1º Congresso dos Acadêmicos da ESADE


No ultimo sábado (20 de agosto) o DCE-ESADE realizou o 1º Congresso dos Acadêmicos da ESADE, que reuniu os estudantes da instituição e debateu o papel que o DCE deve cumprir enquanto representante dos acadêmicos.

Na abertura do Evento, tivemos presentes o Profº Germano Schuwartz,Coordenador do Curso de Direito da ESADE, Representando a Direção da ESADE, a profª Fernanda Hampe que nos falou do Nucleo de Orientação de Carreira - NOC, Michelle Bressan, Secretaria Geral da UNE, e nossa convidada que apresentou o Painel "Impactos da Copa 2014: Um olhar para o Mundo do Trabalho", Tânia Reckziegel,Advogada e Presidente da Associação dos Advogados Trabalhistas do Rio Grande do Sul- AGETRA.

Foram inúmeros os debates ocorridos durante todo o dia, falamos dos rumos da nossa educação e de qual formação que queremos ter para nossa vida no futuro. A secretaria Geral da UNE, Michele Bressan, nos falou das lutas do movimento estudantil para que tenhamos melhor qualidade em nossa educação, nos relatou a importância das extensões acadêmicas, das aulas práticas e dos trabalhos de campo desenvolvidos através de projetos como o RONDON que vem sendo adotados em vários lugares. Estamos preparando um documento para ser entregue a Direção da ESADE e apresentado aos estudantes com o conteudo das discussões e reivindicações saídas do congresso.

O Estatuto do DCE foi aprovado com 88,8% de aceitação e agora vamos arrecadar os recursos necessários para registrá-lo.

Encerramos o dia com o Cine Clube, que apresentou o filme "A revolução não será televisionada", e gerou um interessante debate comandado pela colega Darquilene Magalhães e pelo convidado ex- presidente da UGES Márcio Cabreira, sobre o papel da mídia na sociedade.

Vamos a Luta.. Daqui pra frente temos muito trabalho a fazer...
Atuação... Faz a Diferença! Participe



sexta-feira, 19 de agosto de 2011


No dia 18/08/2011 foi lançada na sede OAB/RS a Cartilha do Estagiário da Advocacia.
Compuseram a mesa:
O vice-presidente da OAB/RS - Jorge Maciel;
a secretária-geral - Sulamita Santos Cabral
a secretária-geral adjunta - Maria Helena Dornelles;
o conselheiro federal - Luiz Carlos Levenzon;
o presidente da CEEO , conselheiro seccional Carlos Alberto de Oliveira;
o diretor de regionalização e atendimento de subseções da ESA- Cyro Schmitz; representando as 106 subseções do Estado,
o presidente da OAB Júlio de Castilhos - Sérgio dos Santos Rodrigues;
a presidente da Agetra e ex-vice-presidente da CEEO - Tânia Reckziegel;
o membro da Comissão do Jovem Advogado - Matheus Torres;
o integrante da subcomissão de elaboração da Cartilha do Estágio da Advocacia - Eduardo de Assis Brasil Rocha;
e o presidente da Associação dos Jovens Empresários de Porto Alegre - Willian Assis.
Também estavam presentes diversos conselheiros seccionais.

Na ocasião, a aluna Jaqueline Trimpler - Tesoureira do DCE - representava os alunos da ESADE.

A Cartilha do Estágio da Advocacia foi elaborada pelos membros da CEEO em diversas reuniões ao longo deste ano. O material - que foi produzido e publicado com o apoio da CAA/RS - aborda a função e a estrutura da OAB; o estágio do profissional na advocacia; a importância do estágio; o trabalho da Central de Estágios; a relação do estagiário com a Ordem; a legislação, entre outros itens. Em breve, a cartilha será disponibilizada no site da OAB/RS.

No Congresso dos Acadêmicos que acontecerá dia 20/08, as cartilhas serão distribuidas para os alunos que tenham interesse em adquirir, bem como ficará um exemplar à disposição na sede do DCE (Esade General Vitorino).

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Carteirinhas para estudantes serão entregues de 15 à 19 de agosto


Carteirinhas estudantis estarão disponíveis para retirada nos dias 18,19,22 à 26 de agosto, com estas novas datas busca-se melhor atender a demanda de atendimento dos alunos.

Os alunos matriculados em 2011/1 e que ainda não retiraram suas carteirinhas, poderão buscá-las no auditório da Unidade Luiz Afonso das 18h às 22h nas datas informadas acima, sendo imprescindível o aluno ter em mãos o documento de identidade ou carteira de motorista válida.

A Carteirinha estudantil possibilitará ao aluno o acesso as Unidades da ESADE, a partir de setembro o controle de acesso será realizado por meio das carteirinhas, por este motivo o porte dela será necessário.

A ESADE está mudando seus processos internos para melhor atender seus alunos.

Atenção: Estudantes semestre 2011/2 (Calouros/ESADE) receberão suas carteirinhas em setembro, data a ser confirmada.

quinta-feira, 28 de julho de 2011

1° Congresso dos Acadêmicos da ESADE


Estaremos realizando no dia 20 de Agosto nosso 1º Congresso

Local: Auditório da Esade LA
Rua: Luis Afonso, nº. 84 Cidade Baixa
Horário: das 8h30 às 18h
Horas Complementares: 8 horas (entregaremos certificados)

Traga um 1kg de alimento não perecível e participe.


Estamos vivendo um momento muito importante na ESADE o da reativação do nosso DCE, depois de ser eleito em Abril de 2011 e colocar a casa em ordem estamos dando inicio ao nosso trabalho com muito empenho e dedicação, para que isso aconteça estamos reformulando o estatuto do DCE (disponível no site, versão atual e versão para aprovação) e organizando nosso 1º Congresso dos Acadêmicos da ESADE que irá acontecer no dia 20 de agosto de 2011, nele aprovaremos nosso novo estatuto e debateremos diversas questões da politica estudantil, do papel do DCE, das conquistas que precisamos ter junto a ESADE, etc. O Congresso contará com a presença de convidados que nos auxiliarão nos debates e valerá como horas complementares para todos os cursos.

Nossa Educação
Estamos caminhando junto com o Brasil em suas maiores conquistas nos últimos 20 anos. Na área da Educação, milhares de estudantes que a menos de uma década sequer pensariam em estar na universidade estão conquistando seu espaço e garantindo um futuro melhor. Uma parcela desses estudantes está aqui na ESADE. Hoje nosso desafio é outro, é necessário que todos nós tenhamos um compromisso com a educação e com a formação de cada estudante que aqui está. No Brasil cerca de 60% dos estudantes que entram na universidade não conseguem concluir por falta de recursos e condições de continuarem no curso, muitas vezes por não terem condições de pagar as mensalidades ou até mesmo as passagens para ir à faculdade. Muitos de nós entregamos todo o salário do mês para pagar a faculdade, precisamos ainda de politicas claras de permanência do estudante na universidade. Temos que fazer esse debate. Não fique de fora! Participe.
Vamos continuar avançando, em 2014 receberemos a Copa do Mundo que nos trará grandes oportunidades, nosso país deverá crescer e se desenvolver muito neste período, precisamos estar preparados para este crescimento, os recursos começam a ser investidos e o mundo do trabalho precisa cada vez mais de profissionais qualificados. Porto Alegre vai sediar esse processo e nossa formação é muito importante para o desenvolvimento de nossa cidade e estado.

Conquistas do DCE- ESADE:
Esse segundo semestre de 2011 será o carro chefe para alavancar a atuação do DCE- ESADE, estamos propondo que neste congresso façamos a aprovação de um novo estatuto, que de fato possa contemplar nossos anseios quanto as funções do DCE. Ainda precisamos avançar muito e para isso são necessários recursos para a realização das atividades do DCE, bem como podermos proporcionar melhores condições de atendimento aos acadêmicos em todos os momentos, por isso temos que aprovar e garantir o repasse de contribuição ao DCE que será o recurso que garantirá a efetividade de nosso trabalho.
Temos tido um dialogo aberto e franco com a direção da ESADE e temos avançado em muitos pontos, hoje podemos garantir que em breve teremos de volta a adesão da ESADE ao FIES (Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior), pois estamos participando do processo que esta em tramite no Ministério da Educação e em breve estará disponível para nós.

Venha Participar. Atuação... Faz a Diferença!!!

quarta-feira, 20 de julho de 2011

DCE ESADE participa do 52º Congresso da UNE


O governo do presidente Lula deu os primeiros passos no sentido de acelerar as mudanças,ao dobrar as vagas das universidades federais, distribuir quase 1 milhão de bolsas do Prouni e financiar os estudos de 500 mil estudantes pelo FIES, sem a exigência de fiador e com juros mais
baixos. Além disso democratizou o acesso a essas novas vagas através das cotas sociais e raciais. Também vem substituindo o vestibular, feito sob medida para os estudantes de poucos colégios privados, pelo ENEM.

Essas transformações no entanto têm enfrentado uma campanha elitista e preconceituosa lançada pelos tucanos e pela imprensa golpista. Segundo eles, pobres e negros beneficiados pelas cotas não conquistaram as suas vagas por mérito, e por isso rebaixaram o nível da universidade.
Nada mais falso, pois nas 31 federais que já adotaram as cotas, os estudantes beneficiados por elas tiveram notas equivalentes, e em vários casos superiores, quando comparadas às dos não cotistas, segundo resultado do último ENADE. No caso dos bolsistas do Prouni, suas notas foram em média superiores às do restante dos estudantes.

A base desse discurso, foi o mantra que norteou o governo FHC, de que o Estado é “ineficiente e perdulário”, e que por isso deve ser privatizado. O seu resultado prático foi a falência da universidade pública, que além de não abrir novas vagas, cortou verbas para investimento e congelou por oito anos o salário dos seus servidores.

No ensino médio, a equação tucana de aulas vagas, prédios caindo aos pedaços, professores mal pagos, somado a progressão continuada, gerou um resultado que colocou em risco o futuro de toda uma geração de jovens brasileiros. A política de FHC e de Serra foi o maior ataque da história a educação brasileira. Quem de fato buscar o mérito no ensino deve lutar para que ela jamais se repita.

Na verdade, essa campanha pela volta ao passado, dos monopólios imperialistas e da sua imprensa golpista, busca pressionar o inicio do governo da presidente Dilma para que o Brasil recue em seu projeto independente. Defendem um aumento ainda maior no roubo dos juros, manobram para reintroduzir o arrocho salarial e para ampliar a desnacionalização de nossa economia.

Advogam a privatização dos aeroportos e as vacilações em nossa política externa independente. Fazem campanha pelo desmantelamento da Telebrás e o abandono do PNBL, enquanto perspectiva de universalização da banda larga. Nossa missão é pressionar no sentido oposto.

Construir a Universidade que o Brasil precisa

Para dar conta dos desafios que estão colocados ao nosso país, é necessário avançar muito mais. Hoje as matriculas nas universidades Brasileiras ainda equivalem a apenas 26,4% dos jovens de 18 a 24 anos, enquanto este índice é de 60% na Argentina, 53% na França e 30% na Bolívia. Dessas, 70% se concentram nas instituições pagas, que não geram pesquisa e não são exigidas quanto a sua qualidade. Para formar uma geração capaz de romper a dependência econômica do nosso país, o
Brasil precisa de uma universidade com 10 milhões de matrículas, e com pelo menos 60% delas nas instituições públicas.


A universidade brasileira deve se preparar para receber milhões de estudantes das escolas públicas, que venceram as limitações impostas pelo ensino médio destruído pelos tucanos e chegaram ao ensino superior. Estudantes que apesar de conviverem com a falta de professores de matemática, física, química e a aprovação automática, especialmente perversa no ensino de exatas, se superaram e conquistaram o direito de cursar ensino superior.

Para isso, devemos ampliar os investimentos em assistência estudantil, garantindo bandejão, transporte, moradia e bolsa para os alunos das federais e bolsistas do Prouni. O acesso a esses direitos, que hoje não chegam a 10% dos universitários brasileiros, precisa atingir pelo menos a sua metade.

Também, o primeiro ano dos cursos universitários deve garantir que todos os estudantes adquiram as noções básicas para seguirem no curso. Universidades que reprovam a maioria de seus matriculados, e convivem com a evasão na casa dos 40% dos seus estudantes, obviamente estão longe de cumprir o seu papel educador. Incapacidade de ensinar, e vencer as dificuldades que surgem neste processo, não pode de maneira alguma ser confundida com excelência.

Mais do que isso, precisaremos multiplicar por cinco o número de engenheiros que formamos hoje, para estarmos no patamar da China, Coréia do Sul e Rússia, e darmos conta do desafio do Pré-Sal e da universalização da banda-larga. Precisaremos de mais fármacos e químicos para vencer a dependência em relação aos laboratórios estrangeiros, e produzir remédios a preços populares. Agrônomos e Geógrafos para fortalecer a agricultura e vencer a fome. Profissionais da saúde, advogados, biólogos e etc.

Menos Juros e Mais Educação

Esse salto que o Brasil precisa dar em sua educação só será possível com o fim do criminoso desvio de mais de 1/3 do orçamento da educação que acontece hoje, através de dois mecanismos.

O primeiro é a inclusão do pagamento dos servidores aposentados no orçamento da educação, feita em 1991 pelo governo Collor e mantida até os dias de hoje. Um absurdo, já que o pagamento de aposentados é feito pelo Ministério da Previdência, contando com contribuições específicas para este fim. Os 18% dos impostos arrecadados que devem ir para o orçamento da educação, são exclusivamente para o desenvolvimento do ensino, segundo o texto da constituição. Por esse mecanismo ilegal, 52 bilhões de reais foram desviados da educação nos últimos quatro anos.

O segundo é a não execução do orçamento para educação. Restos, que podem ser usados para o pagamento de juros. Nos últimos quatro anos, 23 bilhões de reais deixaram de ser executados pelo Ministério da Educação, apesar de terem sido aprovados pelo Congresso Nacional.

Essas duas armadilhas sabotaram o esforço do segundo governo do presidente Lula, no qual o orçamento para a educação saltou de 27 para 58 bilhões, depois de 20 anos de quase congelamento nos recursos do MEC. Ainda assim, foi possível financiar com o que sobrou as importantes transformações por que passa a educação brasileira.

Somente no ano passado, 18 bilhões de reais foram desviados por esses dois mecanismos, o que representava 31% do orçamento aprovado. Com parte deste recurso, poderiamos:

Investir mais 3 bilhões por ano no Reuni, garantindo federais com 4 milhões de matrículas até 2014;

Atingir 2 milhões de matrículas nos IFET´s investindo mais 2 bilhões de reais por ano no ensino técnico;

Triplicar as bolsas do Prouni oferecidas hoje, ao custo de 1,2 bilhões

Triplicar os recursos do MEC para pós e pesquisa ao custo de R$2,5 bilhões

Isso tudo neste ano, sem aumentar um centavo no orçamento definido pela constituição, enviado pelo governo, aprovado pela Câmara, e criminosamente desviados. Por isso, nós acreditamos que essa é a luta central da UNE e de todo movimento estudantil neste momento. É a luta que verdadeiramente ampliará a porcentagem do PIB para a educação e impedirá o Fundo Social do Pré-Sal de ser desviado para os bancos. O melhor Plano que a educação brasileira poderia ter.

Enem passará a ser obrigatório para estudante solicitar o Fies

ASCOM-FNDE (Brasília) - A partir de 29 de julho, estudantes que tenham concluído o ensino médio em 2010 ou data posterior só poderão solicitar o Financiamento Estudantil (Fies) se tiverem feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Para requerer o Fies no segundo semestre de 2011, o aluno deve ter feito o Enem em 2010. Estão isentos professores das redes públicas da educação básica em efetivo exercício do magistério.

Para estudantes que tenham terminado o ensino médio em anos anteriores a 2010, e que são candidatos ao Fies, basta apresentar o certificado de conclusão do ensino médio. Deles não será exigido o Enem. O pedido do financiamento pode ser feito em qualquer data, independente do semestre que o aluno curse.

As regras que entram em vigor no final de julho estão na Portaria Normativa nº 15/2011, publicada no Diário Oficial da União, desta segunda-feira, 11. A mesma portaria trata da renovação (aditamento) de contratos do Fies firmados até o primeiro semestre de 2011. A renovação, que é obrigatória a cada semestre, deve ser feita até 31 de julho.

Segundo Antonio Corrêa Neto, diretor financeiro do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), a portaria regulamenta os procedimentos do aluno para aditar o contrato (simplificado e não simplificado), enumera os documentos que deve apresentar, trata de situações como a fiança convencional e solidária, transferência de instituição, dilatação do prazo de financiamento.

Beneficiários do Fies que tenham tomado empréstimo na Caixa Econômica Federal devem aditar os contratos no Sistema de Financiamento Estudantil (Sifes); e os que tomaram financiamento a partir de 14 de janeiro de 2010 devem renovar os contratos no Sistema Informatizado (SisFies) do FNDE, que é o agente operador do Fies a partir daquela data, de acordo com a Lei nº 12.202/2010.

domingo, 26 de junho de 2011

FIES na ESADE

Prezados colegas,

Participamos de uma reunião com representante da ESADE sobre a adesão do FIES, nesta reunião fomos convidados a fazer parte de uma comissão que regulará esta adesão, bem como realizara a avaliação de documentações entregues pelos estudantes e responderá junto ao MEC pela adesão da ESADE e pelos Financiamentos realizados.

Bom, para a ESADE aderir ao FIES, são necessários uma série de documentos, comprovações e a aprovação desta comissão, o processo é bem burocrático e já foi iniciado, no entanto ainda não há data para a aprovação da ESADE no FIES, estamos lutando para que isso se dê o mais breve possível e estaremos constantemente questionando a ESADE sobre como andam os procedimentos legais e quando teremos uma resposta para o inicio.

Cremos que para o 2º semestre de 2011 já poderemos aderir ao FIES, essa é a nossa expectativa e também a expectativa da Instituição.

ATENÇÃO! Quem não retirou sua carteira da ESADE

Carteiras Estudantis devem ser retiradas na General Vitorino

A partir de segunda-feira as carteirinhas estudantis devem ser retiradas na Unidade General Vitorino. Os cursos ofertados nesta primeira etapa de entregas são: Direito, Administração e Ciências contábeis. Os cursos de Psicologia, Tecnólogos e Economia irão receber suas identidades estudantis em segunda etapa do processo entre os dias 8 a 10 de agosto, em horários e locais a serem confirmados.

Veja as salas e os horários para a retiradas das carteirinhas:

- Segunda-feira(27/06/2011):
Sala 703 - das 8hs às 12hs e 17h30min às 21h30min.

- Terça-feira(28/06/2011):
Sala 403 - das 8hs às 12hs
Sala 703 das 17h30min às 21h30min

- Quarta-feira(29/06/2011):
Sala 403 das 8hs às 12hs
Sala 703 das 17h30min às 21h30min

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Reunião do DCE com a Direção da ESADE trás beneficios aos acadêmicos

Em reunião nesta terça-feira do DCE com a Diretora Sara Pedrini, diretora Pedagógica da ESADE, falamos de muitos assuntos e colocamos as pautas que os acadêmicos vem nos trazendo, dentre elas as Carteiras de Estudante da ESADE e o FIES (Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior) que vinham sendo cobrados diariamente por muitos, e estas já estão sendo providenciadas, veja no site da ESADE pelo link:

http://www.esade.edu.br/esade/alunos/noticias/educacao/processo-de-entrega-de-carteiras-estudantis-inicia-na-segunda-feira-1049.html

Também fomos convidados a participar de uma reunião da Comissão do FIES na qual estaremos no dia 21 de Junho (Terça-feira).

AtuAçÃo Faz a Diferença, continue participando e faremos da ESADE nossa casa.

quinta-feira, 9 de junho de 2011

MOLETONS

Temos moletons com o logo da ESADE a venda no DCE.
Confira!!!

segunda-feira, 6 de junho de 2011

FESTA DOS FORMANDOS- DOSE DUPLA


Pessoal Nova Festa dos Formandos!!! Todos lá...


Entre em contato com para pegar seu ingresso:



Ademar Oliveira

ademar.oliver@gmail.com

Fone: 9753-7425(Vivo)

Mayer Bronover

bronover@hotmail.com

Fone: 9122-3284(Claro)

Ana Paula Azeredo

azeredo.anapaula@gmail.com

Fone: 9732-6088(Tim)

Willian Barros Kochhann

willianwbk@gmail.com

Fone: 8137-9533(Tim)

terça-feira, 31 de maio de 2011

Estatuto do DCE-ESADE

Estamos colocando o DCE em ordem e para isso precisamos registrar o Estatuto do DCE. O Estatuto vigente não tem registro e precisa ser modificado. Estaremos encaminhando para os e-mails de todos o estatuto atual pra conhecimento, e em breve encaminharemos proposta de novo estatuto.

Para a aprovação do Estatuto novo pretendemos fazer um congresso que iremos dar ampla divulgação. Aguardem!!!

Se você não receber deixe seu e-mail no comentário que encaminharemos

sábado, 28 de maio de 2011

quarta-feira, 18 de maio de 2011

sexta-feira, 13 de maio de 2011

ATENÇÃO

Nestas terça e quarta-feira (16 e 17 de Maio) pela manhã, o DCE estará fechado
Motivo: O responsável por abri-lo neste dia estará viajando a trabalho

terça-feira, 10 de maio de 2011

Cartão TRI Escolar


Iniciaremos a partir de amanhã (11/05) a confecção dos cartões TRI- Escolar no DCE, para fazer o seu é necessário levar:

Se você já tem o cartão TRI Escolar dos anos anteriores:

  • Preencher a Ficha de Inscrição (Retirar no DCE);
  • Trazer o seu cartão escolar;
  • Trazer a cópia do seu cartão escolar;
  • Trazer atestado escolar ORIGINAL  (período de duração do curso, carimbo do reponsável da secretaria e carimbo da ESADE, pode ser impresso o comprovante de matricula no site);
  • Taxa de confecção- R$ 15,00;
Se você não tem o cartão TRI Escolar:
  • Preencher a Ficha de Inscrição(Retirar no DCE);
  • 1 Foto 3X4 (foto para documento)
  • Cópia da Carteira de Identidade;
  • Cópia do CPF;
  • Atestado Escolar ORIGINAL (período de duração do curso, carimbo do reponsável da secretaria e carimbo da ESADE, pode ser impresso o comprovante de matricula no site);
  • Cópia do comprovante de residência atualizado, no máximo 60 dias (se o comprovante estiver no nome de terceiros, trazer uma declaração do titular da conta, escrita a próprio punho de que o estudante reside no endereço, a declaração deverá vir assinada e com cópia da Carteira de Identidade do declarante);
  • Taxa de confecção- R$ 15,00
  • Estrangeiro: deverá fornecer cópia do Registro Nacional de Estrangeiro (RNE), ou cópia do protocolo da RNE e tela impressa do Cadastro de Registro de Estrangeiros (Sincre)
* Os cartões estarão a disposição no prazo de 10 dias úteis a contar da sexta-feira da semana em que for solicitado. A retirada do cartão será feita apenas no DCE nos dias e horários de funcionamento aqui divulgados

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Nota de Agradecimento

Agradecemos à todos que acreditaram em nós, e nos deram seu voto, para que juntos possamos construir um DCE realmente atuante, e que de fato seja nossa voz, dentro e fora da ESADE. Contamos com o apoio e colaboração de todos.

AtuAçÃo...
Faz a diferença!

Carolina Alencar- Nina
Presidenta do DCE

Horários de Funcionamento do DCE

Segunda: (Intevalo Noturno) 20h30 às 20h45- Jaqueline Trimpler
Terça: (Vespertino) 18h às 19h15- Carolina Alencar- Nina
(Intevalo Noturno) 20h30 às 20h45- Cássio Bernardes
Quarta: (Vespertino) 18h às 19h15- Carolina Alencar- Nina
(Intevalo Noturno) 20h30 às 20h45- Marcio Martini
Quinta: (Manhã)9h30 às 11h- Potira Weber
(Vespertino) 18às 19:15- Carolina Alencar- Nina
(Intervalo Noturno);20h30 às 20h45- Carolina Alencar - Nina
Sexta: (Intevalo Noturno) 20h30 às 20h45- Cássio Bernardes



Estamos Estudando uma maneira de abrir o DCE mais vezes no turno da manhã, por enquanto não esta sendo possivel. Gratos pela compreensão

* Esses horários estão sujeitos a alteração- FIQUE ATENTO- qualquer mudança será postada aqui!